terça-feira, maio 10

Gostei.

..Caro Presidente, antes de mais devo dizer-lhe que passei a respeitá-lo ainda mais pela demonstração (inequívoca) de humildade que transmitiu, pela forma clara como identificou os nossos erros e pelo reconhecimento de que "às vezes os outros são mais competentes". Transpirou uma grande elevação, você é um autodidacta que não pàra de progredir. Facto. Bem sei que alguns de nós poderão dizer que a entrevista foi um "dejá vu", compreendo-os, mas acho que, ao fim e ao cabo, foi uma entrevista com aspectos muito positivos, como já referi.

Vou limitar-me a destacar os 2 aspectos que mais me interessam, porque foram esses que mais pesaram na paupérrima temporada futebolística que está prestes a terminar. E de forma muito sucinta:

Caro Presidente, espero, desejo com todas as minhas forças, que o Jesus se apresente de cabeça limpa para a próxima época. Não há espaço para se repetirem os mesmos erros. Já em 2005 perdemos uma dobradinha por andarmos a beber champagne atè às portas do Jamor...
Ainda bem que, finalmente, verificou que as nossas segundas linhas são curtinhas, que esse "handicap" contribuiu para um desgaste absurdo da Equipa e que as mesmas podem ser preenchidas com Rapaziada de valor. Cumpra-se, sejamos inteligentes e criteriosos. Não é assim tão difícil fazê-lo...

Jesus, põe-te fino, caralho! E larga os fatos de gala que nós somos um clube de gente humilde e de trabalho! Quero-te focado e de fato-macaco vestido! Com os tomates NEGROS e com o espírito aguçado! Nada mais!

Presidente, falta um ano para o fim do seu mandato. Temos de assentar a nossa estratégia de gestão de uma vez por todas. Não podemos continuar com avanços e recuos, sempre com recomeços. O Benfica tem uma SAD para o futebol (que é o "core business" do grupo), os resultados é que mandam, tem de existir exigência a sério e temos de nos deixar de amadorismos. Não existe margem para voltarmos a cometer as mesmas gaffes.


Saudações, Presidente.


P.S 1 Falta ser ultrapassada a questão do apoio ao Fernandinho-andrade e não podemos perder a oportunidade (única) de desferirmos a machadada final no tentáculo-azul do qual é dono o Joaquim Oliveira...isto é ponto de honra, Presidente. É a INDEPENDÊNCIA financeira e desportiva do Sport Lisboa e Benfica que estão em jogo. Tão "só".

P.S. 2 Olhe que o Coentrão já mostrou, por diversas vezes, grande vontade em continuar de Águia ao peito.....
...