sábado, fevereiro 2

Derby de amanhã com pelo menos uma certeza

Não é estarmos armados em bruxo da Guiné, não é fazer futurologia, e ninguém aqui tem um dom de adivinho.
Simplesmente o futebol português é previsível.
E esta previsão de que amanhã haverá pelo menos uma certeza no jogo do WC dos complexados é baseada no passado (bem) recente.
E que certeza é essa? Que o campo estará "inclinado", como é óbvio.
Olhando para alguns exemplos de derbies anteriores, surpresa será se um dos clubes não for altamente beneficiado.














E só trouxe aqui imagens dos derbies em Alvalade!

Um rol absolutamente impressionante de penalties vergonhosos e flagrantes por assinalar, e agressões do mais baixo nível que existe por punir.

Portanto, meus caros, amanhã já se sabe o que esperar. Então se o árbitro/VAR for um Soares Dias, um Jorge Sousa, um Hugo Miguel, um Xistra, um Tiago Martins, um Capela, um Manuel Mota ou um Manuel Oliveira, então é tudo gente com um currículo horrendo de prejuízos ao SLB e benefícios inacreditáveis a dragartos, e rapidamente uma tarde/noite de crime será transformada numa banalidade...

sexta-feira, janeiro 25

O futebol português é um sonho insuportável

Eu imagino a inveja que os outros países por esse mundo fora sentem do verdadeiro sonho que é o futebol português. Quem não gostaria de ter um futebol onde a memória selectiva impera, onde a hipocrisia dita leis e onde a manipulação dos factos é uma cena absolutamente banal.

Ficamos a saber que um isento comentador de arbitragem era afinal um avençado pago por um clube.


Olha, e eu a pensar que esse clube era o SLB... conseguem imaginar o que seria?

Resta saber quem era o clube que lhe pagava quando era árbitro e fazia disto:



Na cabeça de quem é que passou a ideia que um árbitro de merda daria um bom comentador de arbitragem?


Como neste país futebolístico a cara-podre parece ser uma virtude, a única pena que temos destes tristes é nem todos sofrerem de amnésia selectiva





Isto é ou não é um mundo de faz de conta? Roam-se, invejosos!!


Outra coisa que não conhece limites além da cara-podre desta gente é a falta de vergonha destes fdgp


E ninguém pergunta: "mas ó xôr Cérgio Sonseição, isso é de agora?"
Talvez a resposta esteja aqui:







Mas agora é que se estão a passar os limites...
É continuar com o circo... até um dia em que outros limites serão ultrapassados... e depois queixam-se...

quarta-feira, janeiro 23

Rescaldo duma noite de crime

Noite de 22 de Janeiro de 2019.
Em Braga jogava-se a meia final da Taça da Liga.
Para apitar o jogo foi escolhido Carlos Xistra. Para VAR foi escolhido Fábio Veríssimo.
Antes deste jogo dois árbitros com um currículo impressionante de prejuízos ao Benfica e benefícios a dragartos.

Ainda antes do apito inicial já se via bem que uma vez complexados e pequeninos, para sempre complexados e pequeninos:


No banco dos complexados foi desde o apito inicial aquilo a que nos habituaram:




Intimidação, pressão absurda, pequenez. Constante gritaria para dentro de campo, reclamar de todas as faltas cometidas por mais evidentes que fossem, pedir faltas por qualquer perda de bola por mais flagrante que não houvesse infracção, anti-jogo, anti-futebol. Eis o fóculporto, um clubezinho foleiro de gente reles, um clubeco regional de feios porcos e (armados em) maus.

Relativamente ao jogo em si, os escolhidos para árbitro e VAR não deixaram os seus créditos por mãos alheias...






Alguém ficou surpreendido com mais um roubo descarado que deu vitória aos eternos e vergonhosamente beneficiados? Então peguem lá para refrescar memórias:



Desta vez foi o Xistra e o Veríssimo, mas podia muito bem ser um Soares Dias, um Jorge Sousa, um Hugo Miguel, etc.
Quem acompanha este blogue sabe bem há quantos anos (sim, anos) andamos a alertar para estes árbitros sem a mínima vergonha na cara que roubam à descarada em benefício do clube corrupto. Ainda não chega? Não dá mesmo para exigir árbitros estrangeiros em todas as jornadas? Ou será que têm medo que os árbitros, por vingança (hehehe) roubem ainda mais? Não dá para todos os dias ou semanas fazer conferências de imprensa com todos os roubos nojentos que têm sido feitos? Até quando?!?

Quanto ao presidente da liga, em vez de declarações de vergonha e condenação, tivemos isto:


O que eu jamais compreenderei é como alguém se consegue sentar ao lado dele, ou pior, recebê-lo em casa...

domingo, novembro 25

O River Plate - Boca Juniors é para meninos...

O mundo do futebol (e não só) ficou justificadamente indignado com o que aconteceu ontem na Argentina e que obrigou a adiar o segundo jogo da final dos Libertadores.

Mas a verdade é que aquilo que se passou ontem na Argentina, em Portugal são praticamente banalidades.

Autocarro apedrejado? Escolham:




E quando as agressões fora de campo não são suficientes:



Mas interessante mesmo é recuar até ao Porto-Benfica de 1991:

- balneário do Benfica impregnado com creolina e irrespirável


- adeptos dentro do estádio com serrote na mão


- faixa na bancada a desejar a morte aos adversários


- dirigentes agredidos


- máquinas de fotógrafos destruídas para eliminar provas e o presidente do SL Benfica a ser obrigado a sair do estádio escondido numa ambulância.

Portanto, sim senhor que o que se passou ontem foi uma verdadeira vergonha, mas em Portugal essa vergonha já dura há muitos e muitos anos. Perguntem ao povinho do clube regional de andrades corruptos e complexados desde quando é que dura...

quarta-feira, novembro 21

Do sonho de ser sinaleiro à realidade de ser um GPS humano

Era uma vez uma menino saloio que tinha um sonho, revelado agora em velho:



O menino cresceu e reparou que a única forma de ganhar a vida era sendo um corrupto. Vai daí mandou para trás das costas o sonho de menino e transformou-se numa espécie de GPS humano, daqueles que pela voz guiam um árbitro (que nos caso iria apitar um jogo do clube presidido pelo GPS humano, a dois dias dali. Apenas uma curiosidade...) até sua casa:




Banalidades...

sábado, novembro 10

Como seria o desporto em Portugal sem figurinhas destas?

É sempre uma questão que fica quando nos deparamos com gentalha que só anda no desporto para cometer crimes como quem respira.
O caso mais flagrante (apesar de haver outros) é o do ex-avôzinho da Fernanda, o verdadeiro mestre do crime organizado.
Atente-se a este currículo:

- em 2007 a famosa chegada a tribunal com escolta do rancho folclórico disfarçado de claque organizada


- em 2008 a chegar ao tribunal de Gondomar


- no mesmo ano por ter sido denunciado pela ex-companheira


- em 2009 quando ate deu para atropelar um jornalista e desobedecer à polícia



- em 2010


- em 2014


- em 2017


onde até deu para membros do rancho folclórico disfarçado de claque organizada roubarem um microfone


- ontem


E de constituições de arguido, como estamos?





Mas que maravilha...

Voltando ao título deste post, como seria o desporto em Portugal sem figurinhas destas? Seria melhor? Seria pior?


PS.- quero aproveitar para pedir desculpa a todos os que nos acompanham por este período de ausência de posts aqui no blogue. O trabalho não tem permitido... mas na nossa página e no nosso grupo no Facebook continuamos a luta! Com outro registo, com um formato mais curto e directo, mas com a mesma intenção de sempre. Quem ainda não o fez que se junte:

https://www.facebook.com/OAntitripa/

https://www.facebook.com/groups/oantitripa/